Fusca

Fusca

sexta-feira, 26 de maio de 2017

CADEIRA INFANTIL

Cadeira infantil.

Antigamente, não havia maiores preocupações quanto à preservação da integridade física dos passageiros do veículo, principalmente as crianças. Lembremos que o cinto de segurança só se tornou obrigatório no Brasil a partir de 1970.

Cadeira infantil em um Fusca oval.

As cadeirinhas infantis, oferecidas como acessórios, tinham apenas como função melhor acomodar acomodar a criança no banco do veículo. Era bastante comum, inclusive, que a cadeirinha viesse acompanhada de alguma distração para os pequeninos, tais como volante, buzina e alavanca de câmbio. Tudo para distraí-los e incentivá-los a imitar o papai ao volante.

Outro Fusca oval com a cadeira no banco da frente: não havia preocupação com segurança.

Não havia qualquer regra imposta pelas autoridades públicas quanto ao uso da cadeirinha, tanto que era comum colocá-la inclusive no banco da frente do veículo, algo inimaginável nos dias atuais. Porém, eram outros tempos, e somente com o passar dos anos passou-se a impor regramentos visando à segurança dos bambinos, quer quanto a requisitos de fabricação, quer quanto ao correto uso da cadeira infantil no interior do automóvel.

Anúncio da cadeirinha infantil na Alemanha dos anos de 1950.

Nos anos de 1960 a 1980, a cadeira infantil foi fabricada no Brasil por importantes empresas do setor de acessórios automotivos, tais como a Procar e Capas Copacabana, além de empresas tradicionais do ramo como a Hércules. Via de regra, a cadeira infantil era feita com estrutura de metal e revestida em tecido ou courvin. Possuía alças duplas para encaixar-se no banco do veículo.

Cadeirinha infantil com volante.

Variação do modelo da cadeirinha infantil com volante.

Numa Kombi de transporte de crianças, as cadeirinhas infantis se multiplicam!

  
Cadeira Porta Baby feito pela empresa nacional Capas Copacabana.

Capas Copacabana e sua cadeirinha infantil: podia ser dobrada, ocupando menos espaço quando não em uso. 

Cadeira infantil feito pela carioca Procar.

Acessórios disponível em 1970: dentre eles, a cadeira infantil (porta bebê). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário